Precificação para Principiantes

Precificação para Principiantes

por Dani Kmiec | 22/06/2018 

Uma das coisas mais difíceis para qualquer lojista de e-commerce – principalmente para alguém novo no ramo – é fazer as pessoas notarem seus produtos ou serviços novos.

E depois de fazer com que possíveis consumidores notem seu produto, por meio de um anúncio pago em mídias sociais ou anúncios do Google, como você os incentiva a comprar de você? Especialmente se essa é a primeira vez que eles se deparam com sua loja?

Você já deve saber que os clientes procuram a melhor promoção na internet.

O que você não quer é gastar dinheiro em anúncios no Facebook, apenas para que o cliente vá comprar o produto em outro lugar a um preço mais baixo.

Então, como você impede isso de acontecer? Como você apresenta seu produto a um cliente e ao mesmo tempo faz com que ele queira comprar o produto em sua loja? Através de preços de penetração.

Neste artigo, vamos explicar detalhadamente o que são preços de penetração e como você deve implementá-los. Vamos dar algumas dicas sobre como fazer uma estratégia de preços da melhor forma.

O que são preços de penetração

Os preços de penetração são uma estratégia comercial de marketing de e-commerce. Ela é usada para realçar a existência de um novo produto ou serviço ao entrar no mercado.

grafico-precos-penetracao-01

Em vermelho: Cobrar um preço baixo (P2) desde o começo… para rapidamente vender a maior quantidade. Alguma receita é perdida. Em verde: Preço de penetração. Linha horizontal: Quantidade. Linha vertical: Preço. Fonte: Study-aids.co.uk

 

Funciona de uma maneira simples. Os lojistas definem preços mais baixos do que seus concorrentes, na esperança de aumentar a quota de mercado de clientes. Geralmente, essa prática acontece apenas durante a oferta inicial e destina-se a atrair clientes para suas lojas, em oposição à concorrência.

Devemos reiterar que os preços de penetração são uma estratégia de longo prazo. Você deve encontrar outras estratégias de atribuição de preços que funcionem para o seu negócio para um período maior de atuação. Deve ser usado somente quando um produto estiver no estágio introdutório de seu ciclo de vida.

Se você está procurando estratégias de preços além do preço de penetração, por que não experimentar uma estratégia de preços dinâmicos ou até preços competitivos?

As melhores práticas de preços de penetração

Você deve estar ciente de que, ao implementar preços de penetração, existem vários fatores que devem ser considerados.

Primeiro, ao aumentar seus preços (algo que você deve fazer), isso deve ser feito devagar e somente depois que você já estar bem estabelecido. Especialmente no começo, você venderá seus itens com prejuízo. Contudo, você deve ter um plano para aumentar o preço de forma incremental para voltar a um ponto em que criou-se alguma fidelidade com seus clientes, além de alcançar um ponto de venda lucrativo.

grafico-precos-penetracao-02

Azul: Lucro; Vermelho: Custo. No gráfico acima, você pode verificar que o custo do produto e seu lucro aumenta com o tempo (eixo X). Fonte: Study-aids.co.uk

 

O preço de penetração também funciona melhor em certas indústrias (abordaremos esse assunto mais adiante). Se usado na indústria errada, muitas vezes pode alienar os clientes que colocam os preços na linha de frente de suas prioridades.

Quando você oferecer preços de penetração, informe seus clientes que esse é um preço de introdução”.

Considerações sobre o produto
Você deve também considerar qual o tempo de vida útil de um produto. Para produtos sazonais com tempos de vida geralmente curtos, o preço de penetração provavelmente não é a melhor abordagem a ser tomada. Isso porque você também precisa levar em consideração os outros custos, como pesquisa, pessoal e despesas gerais de desenvolvimento de produtos.

Por exemplo, você não colocaria um preço baixo em um item de maior valor unitário, como um carro. Porque a probabilidade é de que o carro dure por vários anos e você não terá chance de recuperar seus custos perdidos.

Casos de uso de preços de penetração
Os preços de penetração em bens de consumo de movimentação rápida (FMCG, sigla em inglês para “fast moving cosumer goods”) é uma abordagem bem adotada. Os bens de consumo de movimentação rápida são bens não duráveis que são rapidamente vendidos. Alguns exemplos de FMCG são as rações para cachorros, bebidas, produtos de higiene pessoal ou aparelhos eletrônicos, como cartões de memória ou fones de ouvido.

A razão pela qual os preços de penetração funcionam tão bem nesses casos é que eles podem ser vendidos em grandes volumes. Os clientes estão sempre precisando desses itens.

Fonte: E-Commerce Brasil.

 

Entre em contato!

Entre em contato para saber mais sobre nossa plataforma e como nossas funcionalidades podem ajudar você a vender mais.

Sobre

A melhor solução em gerenciamento de vendas de alto volume no Mercado Livre e principais Marketplaces. Nascido na última prateleira de um e-commerce, o Ideris veio com o intuito de facilitar a vida de quem vende pelo Mercado Livre. Mas enquanto descobríamos como organizar nossos anúncios e produtos de uma forma mais inteligente e automatizada, surgiu a necessidade de integração com marketplaces.

Sobre a autora

Dani Kmiec 
Marketing & Conteúdo, Ideris 

Publicitária, entusiasta da tecnologia e novos formatos de negócios. Interessada em sistemas para web e fotografia. Parceira de boteco e das piadas sem graça com um vernáculo rebuscado e emaranhado pela dislexia.

Precificação para Principiantes

POR QUE VENDER EM MARKETPLACES?

por Dani Kmiec | 22/06/2018

Acostumados com o ambiente vantajoso que o Mercado Livre proporciona, os brasileiros têm desbravado territórios que o consumidor só começou a compreender agora: os marketplaces.

Não se deixe enganar, marketplaces não são quaisquer e-commerce, são plataformas que se comportam como guarda-chuvas, agrupando várias lojas para que todas tenham espaço para vender e entregar seus produtos de forma mais prática. Mas por que eu deveria vender em marketplaces se já vendo no Mercado Livre? Conheça os principais motivos para investir em uma integração com B2W, Via Varejo, Dafiti e demais grupos, e engajar as vendas.   Novos Consumidores Quem não é visto, não é lembrado, já diria o ditado. Por isso, é interessante ter uma boa gama de produtos disponíveis em marketplaces. Uma vez que seja feita a compra, o engajamento do cliente se torna mais pessoal, migrando do Marketplace para seu próprio site, reforçando tal comportamento caso seu produto seja de alto índice de recorrência. Para que haja recompra e esse consumidor seja fidelizado, é preciso que o produto seja entregue no prazo determinado e que a experiência seja excelente. Tudo é levado em consideração para tornar a compra favorável: embalagem personalizada, benefícios que favoreçam a recompra, descontos, cupom ou oferta direta para o seu site. Aumento nas Vendas A chance do seu consumidor buscar especificamente pelo seu produto em um marketplaces, por isso se torna tão importante a exposição da mercadoria através do volume de acessos e a presença on-line dos marketplaces. Todos que já trabalharam com e-commerce sabem, conversão depende de tráfego, assim, quanto maior o tráfego, maiores as vendas. Infraestrutura Por serem detentores de marcas consolidadas no mercado, os marketplaces precisam de estruturas mais robustas, deixando os consumidores mais confiantes ao finalizar a compra em um ambiente seguro. Além disso, a experiência de comprar de diversos fornecedores em um único ambiente, torna o checkout mais persuasivo. Estoque Um marketplace é um novo canal de vendas, que deve estar sincronizado com seu estoque, assim como seu site, outros canais de venda e as campanhas de comunicação. O desafio é manter o controle deste estoque o mais organizado possível, sem ter a necessidade de reconciliação manual, o Ideris oferece a integração de estoques, para que a operação se torne mais simples e automatizada. Porém, é imprescindível avaliar e tomar cuidados para iniciar suas vendas.

  • Conheça taxas e comissões: percentuais variam em até 20% entre um marketplace e outro, alguns trabalham com mensalidades fixas.
  • Escolha bem os produtos: commodities geralmente não ganham espaço nesse formato de negócios, mas podemos focar em apenas um segmento de produtos para garantir a fidelização do cliente e controle de estoque.
  • Tenha fotos em alta definição: quanto mais fotos em alta definição com detalhamento dos produtos, maior sua credibilidade perante o consumidor, o que aumenta as chances de recompra.
  • Opções de frete e atendimento ao cliente: são fatores decisivos, é preciso planejar e contratar as melhores opções de frete e a melhor oportunidade de fazer valer a qualidade e agilidade do serviço, é responder de prontidão às dúvidas e solicitações.

Associar o nome da sua loja à grandes âncoras consolidados no mercado traz credibilidade, deixando o consumidor mais seguro para finalizar a compra – que inclusive, é o maior paradigma no campo de compras on-line. O Ideris é uma ferramenta que gerencia todas as etapas de vendas no Mercado Livre. Através da plataforma é possível controlar anúncios, responder perguntas e mensagens, integrar seu estoque com outros marketplaces e aumentar significativamente as vendas.

Entre em contato!

Entre em contato para saber mais sobre nossa plataforma e como nossas funcionalidades podem ajudar você a vender mais.

Sobre

A melhor solução em gerenciamento de vendas de alto volume no Mercado Livre e principais Marketplaces. Nascido na última prateleira de um e-commerce, o Ideris veio com o intuito de facilitar a vida de quem vende pelo Mercado Livre. Mas enquanto descobríamos como organizar nossos anúncios e produtos de uma forma mais inteligente e automatizada, surgiu a necessidade de integração com marketplaces.

Sobre a autora

Danielle Kmiec Marketing & Conteúdo, Ideris  Publicitária, entusiasta da tecnologia e novos formatos de negócios. Interessada em sistemas para web e fotografia. Parceira de boteco e das piadas sem graça com um vernáculo rebuscado e emaranhado pela dislexia.